terça-feira, 30 de junho de 2015

MERCADORIA

o ofício
de colorir
a transparência

o oculista manda o óculo
de sol
o cliente quer lentes graduadas

para ver melhor
querem ver tudo, as pessoas
fazemos a vontade

mandamos fazer as lentes
vêm transparentes, afiadas
por cortar

cortam as mãos
são limpas em álcool
e acetona

são marcadas
se a cor for em degradê
para que se acerte

o eixo da lente
são mergulhadas
em colorante

e misturadas vezes sem conta
até ficarem da cor da amostra
são limpas novamente

em álcool
que faz
arder as mãos

ah, as mãos
ardem também
quando encardidas

as limpo e as lavo
com lixivia
para tirar o tom esverdeado

na pele
entre o polegar e o indicador
onde seguro as lentes

para as limpar
e lavar
e limpar novamente

até ficarem
perfeitas
se não as riscar

e então
repetir tudo
pensando bem

andamos a repetir
tudo
uma e outra vez

e nada
aprendemos
mercadoria

somos mercadoria
nos corredores
do tempo

alguém pegará em nós
e iremos
ser despachados

e devolvidos
uma nota de crédito
e voltamos ao armazém

muitas devoluções
faz com que
fiquemos estragados

iremos para a caixa de cartão
das devoluções
já não podemos ser vendidos

nem devolvidos
objetivo: destruição
há abatimentos nas finanças

no fim
e tudo
começou com

o ofício
de colorir
a transparência

Sem comentários:

Enviar um comentário