sábado, 9 de maio de 2015

nas ombreiras da porta

escreve dias
não te esqueças, escreve tempos

não vivas
não escrevendo

não sejas parvo
não tires fotos a ti próprio

não convivas como autor
não o sendo

foge das conversas vãs
apega-te ás conversas simples

não fales do que escreves
não fales do teu tempo

não extrapoles sobre os teus dias
pode não ser tempo

não enganes os outros
enganando-te a ti próprio

o leitor é que faz o dia
o leitor sabe

torna-te útil
ouve os outros

ouve-os a todos
por favor, não tires fotos

a ti próprio
não sejas parvo

lês um autor parvo?
um personagem de rede social?

não te esqueças
escreve tempo

cria animais
vive com e para pessoas reais

a sede aparecerá
encostada nas ombreiras da porta

sinuosa ou desprotegida
pronta a ser acolhida

agarra-a
se não fores capaz

se não deres por nada
então

então
esquece tudo isto

vive
faz-te gente

1 comentário:

  1. "a poesia aparecerá encostada nas ombreiras da porta" Gostei mesmo.
    Beijo.

    ResponderEliminar